Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ministro da Saúde do Brasil é demitido por Bolsonaro

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou nesta tarde de quinta, 16, que foi demitido do cargo pelo presidente Jair Bolsonaro. Pelo Twitter, Mandetta agradeceu a sua equipe e a oportunidade “de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros”. Desejou êxito a seu sucessor e rogou “a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que abençoem muito o nosso país”. Você acompanhou pelo BRP toda a crise que envolveu titular da Saúde com o presidente da República. O médico defendia a ciência e, Bolsonaro, a economia neste atual contexto de agravamento da pandemia do novo coronavírus.

Luiz Henrique Mandetta

Luiz Henrique Mandetta Foto: Joédson Alves/EFE

O oncologista Nelson Teich vai assumir o cargo. O médico foi consultor da área de saúde na campanha de Bolsonaro, em 2018, e é fundador do Instituto COI, que realiza pesquisas sobre câncer. Teich teve o apoio da classe médica e contou a seu favor a boa relação com empresários do setor da saúde. Em artigo publicado no dia 3 de abril em sua página no LinkedIn, o escolhido para a Saúde critica a discussão polarizada entre a saúde e a economia. “Esse tipo de problema é desastroso porque trata estratégias complementares e sinérgicas como se fossem antagônicas. A situação foi conduzida de uma forma inadequada, como se tivéssemos que fazer escolhas entre pessoas e dinheiro, entre pacientes e empresas, entre o bem e o mal”, afirma ele no texto.