Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ministro do Turismo defende cassinos e Damares reage: ‘Pacto com o diabo’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, falou do impacto negativo da pandemia para o setor durante a reunião ministerial do dia 22 de abril, segundo vídeo divulgado ontem pelo ministro Celso de Mello, do STF, mas pediu vênia para defender um “assunto polêmico”, o da volta dos cassinos, pauta antiga do deputado licenciado do PSL de Minas Gerais. Segundo seus cálculos, os cassinos, ou melhor, os “resorts integrados” podem atrair ao País US$ 40 bilhões “só de outorgas”. Para isso, pede mobilização da bancada evangélica no Congresso a favor do seu projeto:

“Aí eu fa lo também pra ministra Damares, que eu sei que é urna pauta muito sensível também a ela, que é a questão, presidente, é … porque o ministério do Turismo agora tem que ter um planejamento, um plano de atração de investimentos, que é o que gera emprego, renda, é o que ajuda, obviamente, a economia do Brasil. E pra isso presidente, eu acredito que o momento propício nesse planejamento da retomada, discutir os resorts integrados. Não é legalização de jogos, não é bingo, não é caça niquel, não é … são resorts integrados. Obviamente, presidente, uma pauta que precisa de ser construída a – Damares tá olhando com cara feia pra mim – uma pauta que precisa de ser construída com as bancadas da Câmara, tanto a evangélica, quanto a católica, mostrando ou desmistificando vários mitos que giram em torno disso. Não sei se o ministro Paulo Guedes, é … concorda. Nós ternos a possibilidade de atrair pelo menos quarenta bilhões de dólares pro Brasil só de outorgas, de investimentos imediatos com essa pauta.”

  • Marcelo reitera necessidade de apoio da bancada evangélica:

“Mas o que precisa ser feito, presidente, é realmente desmistificar a questão de evasão de divisas, de lavagem de dinheiro, de tráfico de drogas e pra isso eu sugeriria que nesse debate podia con .. . podi … pudéssemos contar com o ministério da Justiça, através da Polícia Federal, o Ministério Público na mesa, a Receita Federal, os órgãos de controle, mas obviamente, presidente, uma pauta que só levaríamos pra frente se a gente conseguir é … pacificar, ou nos fazermos enten … nos fazer entender pelas bancada evangélica, pela bancada católica, pra que não haja uma distorção, é … na comunicação disso.”

  • A ministra Damares Alves reage:

” Pacto com o diabo!”