Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Ministro do Turismo diz que trade tem mais medo de lockdown que de covid

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O novo ministro do Turismo, Gilson Machado, fez um apelo nesta quinta, 17, para entes da federação que não adotem lockdown em razão da pandemia, durante cerimônia de posse, no Palácio do Planalto. Segundo ele, o trade de turismo tem mais medo de decreto com medidas restritivas contra a disseminação do novo coronavírus do que da própria doença. Machado afirmou que ouviu do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), que não haverá lockdown no Estado.

O novo ministro do Turismo, Gilson Machado. Foto: Isac Nóbrega/PR

“O trade não aguenta uma decretação de segundo lockdown. Nosso país foi exemplo na América Latina de manutenção de empregos. Faço apelo ao senhor governador: não decrete lockdown. O nosso trade não aguenta mais. Ele hoje tem mais medo de um decreto que da própria doença”, disse Machado, conhecido como Gilson da Sanfona.

O novo ministro só não destacou que, na América Latina, o Brasil lidera ranking de casos e mortes por covid-19. O país registrou ontem, em 24h, mais de 900 mortes por covid-19 pelo segundo dia seguido. Mas, como registrou o novo titular do Turismo, “eu sou empregado do trade, do pessoal que gera emprego e renda no País”.

Machado disse no evento que o turismo brasileiro voltou a produzir receitas. As companhias aéreas, disse, recuperaram 400% da malha aérea e cerca de 80% das rotas foram reativadas, em relação a dezembro do ano passado, devido ao turismo interno. Segundo ele, já não é possível encontrar acomodação em Recife para janeiro e fevereiro do ano que vem.

O ministro falou também das viagens já feitas no último mês a sete Estados brasileiros, ou muito mais. “O nosso governo não faz as decisões ao pé da Torre Eifell, tomando champanhe e comendo caviar”, afirmou, arrancando aplausos.

Tudo o que sabemos sobre:

Gilson MachadoTurismolockdownpandemia