Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ministro do Turismo na mira do Coaf

Equipe BR Político

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, agora está na mira do Coaf. Relatório do órgão apontou operações atípicas em contas bancárias do ministro. Segundo o órgão do Ministério da Justiça, o pivô das investigações sobre candidaturas de laranjas do PSL movimentou R$ 1,96 milhão de fevereiro de 2018 a janeiro de 2019, informou a Folha. As operações em dinheiro vivo informadas pelo BB foram de valores acima de R$ 50 mil.

Nota enviada pela assessoria do ministério afirma que ele coloca à disposição das autoridades seus sigilos bancário e fiscal e que todas as suas movimentações têm lastro legal e foram declaradas. “O ministro Álvaro Antônio abre, de imediato, mão do seu sigilo bancário e fiscal. Está à disposição das autoridades competentes. Não há a menor necessidade de se especular em relação a esses fatos e nem isso é adequado. Todas as suas movimentações financeiras têm lastro legal e foram devidamente declaradas na Receita Federal”, diz a nota.