Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ministros já fizeram 43 viagens internacionais em aviões da FAB

Equipe BR Político

O ex-secretário executivo da Casa Civil não foi o único a usar aviões da FAB para viagens internacionais. Um dia após a demissão de Vicente Santini, o Estadão mostra que treze ministros do governo Bolsonaro já utilizaram jatos oficiais para deslocamentos ao exterior.

Foto: Alan Santos/PR

O campeão de uso é o chanceler Ernesto Araújo, que viajou 22 vezes – em uma delas, inclusive, deu uma carona para a mulher, que estava de férias. Na sequência está o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Os ministros da Cidadania, Osmar Terra, da Agricultura, Tereza Cristina e da Defesa, Fernando Azevedo fizeram três viagens cada um.

De acordo com membros da FAB ouvidos pela reportagem , o uso das aeronaves para voos internacionais não está previsto na legislação. O decreto que regulamenta o uso, de 2002, dispõe sobre o transporte de autoridades no País, e não menciona a possibilidade de viagens ao exterior. A interpretação, porém, não é consenso no governo e os aviões são constantemente utilizados para viagens para fora do Brasil.

Segundo a Aeronáutica, não é papel da instituição questionar os pedidos das autoridades, apenas julgar as prioridades.

Veja a lista dos ministros que usaram aviões da FAB em viagens internacionais:

Ernesto Araújo (Relações Internacionais) – 22 viagens
Ricardo Salles (Meio Ambiente) – 3 viagens
Osmar Terra (Cidadania) – 3 viagens
Tereza Cristina (Agricultura) – 3 viagens
Fernando Azevedo (Defesa) – 3 viagens
Damares Alves (Mulher e Direitos Humanos) – 2 viagens
Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) – 1 viagem
Henrique Mandetta (Saúde) – 1 viagem
Paulo Guedes (Economia) – 1 viagem
Sérgio Moro (Justiça) – 1 viagem
Marcelo Álvaro (Turismo) – 1 viagem
Onyx Lorenzoni (Casa Civil) – 1 viagem
Jorge Oliveira (Secretária-Geral da Presidência) – 1 viagem