Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ministros questionam inclusão de Coaf em julgamento

Equipe BR Político

Um grupo de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) consultados pelo Estadão está mais simpático à ideia de excluir o Coaf, rebatizado de Unidade de Inteligência Financeira (UIF), do julgamento sobre a constitucionalidade de compartilhar dados da Receita, sem autorização prévia da Justiça, com o Ministério Público. Durante a sessão desta quinta-feira, 21, integrantes da Corte divergiram do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que ampliou o alcance do julgamento, e avaliaram que a discussão deve se restringir à Receita Federal, informa o Estadão.

Ministros no julgamento sobre compartilhamento de dados no STF Foto: Dida Sampaio/Estadão

Caso seja confirmado, esse cenário pode atrapalhar os planos do senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), beneficiado com uma liminar do STF que suspendeu a apuração de um esquema de “rachadinha” no seu gabinete na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). “Eu tenho muita dificuldade em enfrentar esse tema (Coaf), que não foi suscitado em nenhum momento nesse RE (recurso extraordinário, classe processual do caso discutido hoje)”, disse o ministro Ricardo Lewandowski na sessão desta quinta-feira, 21.

Rosa Weber, Marco Aurélio e Lewandowski ainda não votaram no mérito da questão, mas fizeram questão de expor na sessão desta quinta-feira contrariedade à ampliação do debate para o Coaf. O julgamento será retomado na próxima quarta, 27.

Tudo o que sabemos sobre:

coafSTFDias ToffoliUIF