Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Molon questiona ‘satélite’ que fará mesmo trabalho que o Inpe

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

O deputado Alessandro Molon (PSB-RJ) questionou as “razões” pelas quais o governo irá lançar um novo satélite no espaço para monitorar o desmatamento da Amazônia e em outras regiões brasileiras. O equipamento custará R$ 145 milhões e fará uma função semelhante ao que faz o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), com a diferença que estará sob a aba do Ministério da Defesa.

“Pra quê? Por que Bolsonaro quer militarizar ainda mais as ações ambientais em vez de fortalecer os órgãos de fiscalização?”, questionou Molon.

Como mostra reportagem de O Globo, o Inpe teria uma tecnologia até mesmo mais eficaz do que o satélite que o governo planeja comprar. O valor seria 48 vezes maior do que todo o orçamento para combate ao desmatamento e queimadas, segundo a publiação.

Tudo o que sabemos sobre:

Alessandro MolonInpeAmazônia