Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moraes autoriza acesso a dados de ação do Facebook em inquéritos

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes autorizou à Polícia Federal o acesso aos dados da investigação do Facebook que resultou na derrubada de uma rede de fake news e perfis falsos ligados a integrantes do gabinete do presidente Jair Bolsonaro, seus filhos, e aliados em dois inquéritos que correm na suprema Corte: o das fake news e o dos atos antidemocráticos, informa o Estadão nesta quarta-feira,15.

O minsitro do STF Alexandre de Moraes

O minsitro do STF Alexandre de Moraes Foto: Eraldo Peres/AP Photo

Alexandre de Moraes é relator de ambos inquéritos. No que investiga redes de disseminação de notícias falsas, o ministro chegou a definir o grupo do “gabinete do ódio”, ligado a apoiadores de Bolsonaro, como “associação criminosa”. Integrantes do grupo foram identificados entre os operadores de contas envolvidas na ação do Facebook. Na lista da operação está Tercio Arnaud Thomaz, que é assessor do presidente e integra o chamado “gabinete do ódio”.

A ação da rede social deflagrada na semana passada que baniu o que chamou de usuários “inautênticos” da plataforma, fez parte de um esforço global. Foram derrubadas, além da rede que atuava no Brasil, redes nos Estados Unidos, na Ucrânia e em outros países da América Latina.