Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Mordaça obscurantista’

Luiza Pollo

O projeto Escola Sem Partido deve ser votado nos próximos dias por comissão especial na Câmara dos Deputados. Na Folha, Ranier Bragon explica por que considera a proposta uma “mordaça obscurantista” a professores.

“(…) O projeto é um acinte às bases humanistas da regulação educacional brasileira, que preconiza o pluralismo de ideias, o apreço à tolerância e a ‘liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber’.”

Tudo o que sabemos sobre:

Escola sem partidoescolas