Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro: ‘A ideia é fazer valer que o crime não compensa’

Marcelo de Moraes

Apesar das queixas contra as mudanças feitas pelo Congresso no pacote anticrime, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, usou suas redes sociais para elogiar qualidades da proposta. Uma das destacadas por Moro é a que prevê apreensão de bens de criminosos que não tenham origem legal comprovada.

“Outro avanço do projeto aprovado é prever confisco amplo de bens de criminosos profissionais ou habituais. Para aquele que faz do crime a profissão, o confisco, após condenação, atingirá todo o patrimônio, salvo o que tiver origem legal provada”, escreveu Moro nesta segunda-feira, 16.

“A ideia é fazer valer, literalmente, a frase “o crime não compensa”, atingindo o criminoso no bolso. Valerá para traficantes, corruptos, crime organizado, entre outros”, disse.

 

Tudo o que sabemos sobre:

sergio moropacote anticrimecrime