Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro aciona o STF a favor da divulgação integral de vídeo

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Autor das acusações contra o presidente Jair Bolsonaro em inquérito no STF que apura se o chefe do Planalto interferiu indevidamente na Polícia Federal, Sérgio Moro, por meio de sua defesa, pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello, relator do inquérito, que determine a divulgação da íntegra do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, ou ao menos que, “sejam publicizadas todas as falas do presidente durante tal reunião”. Segundo seus advogados, por se tratar de um ato oficial do governo, a divulgação integral do conteúdo caracterizará “verdadeira lição cívica”.

O presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Sérgio Moro

O presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Sérgio Moro Foto: Adirano Machado/Reuters

Sua defesa acrescenta ainda ao pedido outros motivos pelos quais o chefe do Planalto teria direcionado suas insatisfação a Moro, e não à segurança dos filhos. A divulgação integral do conteúdo da gravação, diz, “permitirá verificar que as declarações do Presidente da República foram direcionadas ao Ministro da Justiça, especialmente por este não ter apoiado a ida do presidente ao ato de 19 de abril, não ter apoiado Bolsonaro em suas manifestações contrárias ao distanciamento social, não ter apoiado as declarações públicas de minimizar a gravidade da pandemia e não ter concordado com a interferência na PF do Rio de Janeiro e na Direção-Geral”.