Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro autoriza Força Nacional de Segurança no combate ao desmatamento do Pará

Equipe BR Político

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou o uso de policiais da Força Nacional de Segurança Pública em ações realizadas por servidores do Ibama para o combate ao desmatamento ilegal da floresta Amazônica no Pará até o final do ano. De acordo com portaria publicada na segunda-feira, 11, as ações ocorrerão em locais de alertas de desmatamento identificados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Em 2019, o Pará foi um dos Estados mais castigados com queimadas ilegais. Como você leu no BRP, o Estado foi o que teve a unidade de conservação mais comprometida pelo desmatamento, na Área de Proteção Ambiental (APA) Triunfo do Xingu. Em dezembro de 2019, o desmatamento na Amazônia cresceu 183% em relação ao mesmo mês de 2018.

Queimada na Floresta Amazônica

Queimada na Floresta Amazônica Foto: Gabriela Biló/Estadão

Em outubro, o Ministério Pública Federal (MPF) apresentou investigações à Justiça que concluíram que a Secretaria de Segurança Pública e a Polícia Militar do Pará se recusaram a colaborar com operações de combate ao desmatamento realizadas pelo Ibama. No processo, o MPF pede que o Ibama e autoridades paraenses sejam obrigadas a trabalhar em conjunto e façam fiscalizações periódicas “para combater a degradação ambiental no Estado.”

Na investigação, o MPF aponta pelo menos sete ocasiões em que o Ibama solicitou apoio da PM do Pará e recebeu resposta negativa com a justificativa de que não havia “amparo legal” para a participação de policiais na fiscalização ambiental.