Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro defende posição do Ministério da Saúde sobre isolamento

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu a postura do Ministério da Saúde de recomendar o isolamento horizontal da sociedade durante a pandemia do coronavírus ao ser questionado sobre o conflito da pasta com a posição do presidente Jair Bolsonaro a favor do isolamento parcial, durante entrevista publicada nesta terça, 31, pela CNN Brasil. “As responsabilidades para definir essas linhas gerais são do Ministério da Saúde juntamente com os Estados e, claro, isso envolve também o presidente da República e os governadores. É necessário interromper, diminuir a disseminação dessa epidemia. Agora, há uma preocupação que a estrutura logística essencial do país não pode parar porque as pessoas, por exemplo, têm que se alimentar. Mas a responsabilidade primária em assuntos da saúde é do Ministério da Saúde”, disse ele.

O ministro Sérgio Moro na entrevista da segunda

O ministro Sérgio Moro na entrevista da segunda Foto: Reprodução/CNN Brasil

Perguntado novamente sobre a política que adota na vida pessoal, o titular de Justiça avaliou que “isso é uma falsa questão porque existe um governo federal que é um só e existe um plano em construção que está sendo discutido. Isso foi colocado pelo próprio ministro da Saúde, e existem medidas de ambas naturezas que devem ser observadas”. Já quanto à possibilidade de estabelecer por decreto o isolamento parcial, conforme cogitou Bolsonaro nos dois últimos dias, Moro desconversou. “Essa outra questão deve ser avaliada pelos outros fóruns do governo. Foi uma afirmação do presidente. A gente precisa esperar para ver a compreensão disso”.

Hoje, a mesma questão foi feita a Bolsonaro na porta do Palácio da Alvorada. Em resposta, ele fez meio uma advertência. “Ninguém se esqueça que eu sou o presidente”.