Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro evita discordar de Bolsonaro no caso dos 80 tiros

Equipe BR Político

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, preferiu não bater de frente com Jair Bolsonaro sobre a ação do Exército que matou o músico Evaldo Rosa com 80 tiros. Ele classificou o caso como um “incidente lamentável” e disse que é apenas uma “questão de terminologia” do presidente, que disse que “O Exército não matou ninguém”, minimizando a ação após seis dias de absoluto silêncio sobre o caso.

“Não comento declarações do presidente. Já me pronunciei sobre aquele fato. É uma questão de terminologia, um fato, um incidente, evidentemente lamentável. O que importa é que as instituições extraiam as consequências como o Exército vem fazendo”, disse o ministro da Justiça, em Washington.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Jair Bolsonarosergio moroexército