Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro joga porte de armas para a eleição de Bolsonaro

Gustavo Zucchi

Questionado pelo deputado Rui Falcão (PT-SP) sobre o decreto que flexibilizou a posse de armas de fogo para diversas categorias, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, jogou a decisão para as promessas de campanha do presidente Jair Bolsonaro. “Não é parte da politica de Segurança”, disse. “O próprio presidente admite que a flexibilização é parte das promessas de campanha.” O ex-juiz já havia demonstrado anteriormente ressalvas quanto ao decreto inicial de Bolsonaro, que facilitou o acesso a armas de fogo no início do ano. Na ocasião, trocas de emails revelaram que o presidente agiu para fazer com que o texto do decreto flexibilizasse o porte além do que pretendia inicialmente o ministro da Justiça. / G. Z.

Tudo o que sabemos sobre:

porte de armassergio moro