Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro mentiu ao Senado?

Vera Magalhães

A reação de parlamentares petistas à divulgação de mais uma pílula do material do The Intercept Brasil sobre conversas entre o ex-juiz Sérgio Moro e procuradores da Lava Jato foi acusar o hoje ministro da Justiça de ter mentido perante o Senado. Não há como sustentar essa afirmação, com o que se sabe até aqui. Ao responder ao senador Nelsinho Trad (PSD-MS), Moro disse que, embora não pudesse atestar a fidedignidade da conversa divulgada quanto às restrições feitas por ele à atuação da procuradora Laura Tessler em audiências, ela continuou atuando normalmente na Lava Jato.

No desdobramento publicado em parceria pelo site e por Reinaldo Azevedo em seus canais, Deltan Dallagnol repassa a Carlos Fernando Santos as restrições de Moro, sugere que seja revista a escala de procuradores das audiências e Laura é retirada do depoimento de Lula, semanas depois. Mas não é possível afirmar, com o que foi divulgado até aqui, que Moro foi avisado pelos procuradores de que a troca seria feita. Daí por que não é possível afirmar que ele mentiu ao Senado ao dizer que sua observação não teve efeito prático –ele podia, de fato, não saber da troca de escala, pelo que se sabe até aqui.