Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro: ‘Se o PT quiser ser competitivo, tem que reconhecer os erros’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro evitou, mais uma vez, responder sobre uma possível candidatura em 2022. Em entrevista à GloboNews na noite de domingo, 5, ele ainda aproveitou para criticar o PT. Na avalização do ex-juiz, o partido não apresenta um nome entre os prováveis bons candidatos para a próxima eleição.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro Foto: Dida Sampaio/Estadão

“É muito difícil avançar se não olhar para trás e corrigir seus erros. O presidente também tem esse lado que erra ao negar a pandemia. Não que não tenha feito coisas positivas. O PT tem esse lado que acha que não aconteceu o mensalão, que não houve crimes na Petrobrás, que a culpa disso é minha… Uma forma de recuperar a confiança é reconhecer o que fez de errado no passado”, disse.

E seguiu: “Entrei no governo e, quando percebei que não tinha condições de cumprir a agenda que defendo, não ia ficar lá de enfeite. Tenho que ser fiel aos meus princípios. Pode ter coisas que até me arrependo. Se o PT quiser ser competitivo, tem que reconhecer os erros do passado”, completou.

Questionado mais de uma vez sobre uma eventual candidatura, Moro disse que seu objetivo é “continuar participando do debate público”. “O que eu tenho, posso assegurar, é que eu gostaria e quero continuar participando do debate público. Para tanto, eu não preciso ter um cargo, eu posso continuar falando”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

sergio moroPTeleição 2022