Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro vira porta-voz anti-Lula

Equipe BR Político

O ministro Sérgio Moro (Justiça) recebeu aval de Jair Bolsonaro para ser a única voz no governo a entoar a defesa da prisão após condenação em segunda instância e a condenar o retrocesso para o processo penal que a decisão do STF significou.

Reportagem da Folha mostra que a ideia de Bolsonaro é estabelecer um contraponto entre Moro, para uma grande parcela da sociedade um símbolo anticorrupção, e Lula, que desde que deixou a prisão tem carregados nas tintas dos ataques ao presidente e ao Judiciário.

A princípio, Bolsonaro pretendia não debater diretamente com o petista, mas a estratégia já foi mudando ao longo do fim de semana, e ele próprio acabou citando o antípoda num tuíte, algo que evitara fazer diretamente nos dias anteriores. Ele demonstra ter dúvida a respeito do melhor comportamento: se confrontar diretamente Lula e partir para a polarização direta, como na campanha, ou tentar tocar o governo e deixar o petista sem holofotes.