por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro volta a defender Coaf em sua pasta

Vera Magalhães

Em uma sequência de posts em sua conta no Twitter, o ministro Sérgio Moro voltou a defender neste sábado a permanência do Coaf no Ministério da Justiça. A manifestação se dá dois dias depois de, em café da manhã com jornalistas, o presidente Jair Bolsonaro demonstrar simpatia à tese –corrente no Congresso– de que o órgão de controle de atividades financeiras deveria voltar para o Ministério da Economia.

No fio, que chamou de “Precisamos Falar sobre o Coaf 2 – Versão Estendida”, Moro diz que, sob a alçada de sua pasta, o órgão foi fortalecido. “O COAF é órgão de inteligência contra a lavagem de dinheiro. Não se combate o crime atualmente sem enfrentar a lavagem de dinheiro. Tem que confiscar e asfixiar economicamente o crime organizado. Corrupção também”, diz o ministro. Como neste sábado Bolsonaro avisou que os ministros que não pensam como ele devem “se calar”, resta saber se Moro também será admoestado. / V.M.