Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Morte de Adriano insufla oposição no Congresso contra Moro

Equipe BR Político

A morte do ex-PM Adriano da Nóbrega, acusado de liderar o grupo de milicianos Escritório do Crime, expôs nesta quarta, 12, a fissura entre lavajistas e oposição no Congresso. O deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) abriu o expediente chamando o ministro Sérgio Moro de “capanga de milícia”, na CPMI das Fake News, o que fez o titular da pasta de Justiça devolver o xingamento ao parlamentar com o rótulo de “desqualificado”.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro Foto: Dida Sampaio/Estadão

Após o fusuê no colegiado, que levou o presidente Marcelo Ramos (PL-AM) a sair mais em defesa de Braga que de Moro, o deputado do PSOL, já no plenário do Congresso, voltou à carga, repetindo que Moro blinda a família Bolsonaro, para a ira do deputado Capitão Augusto (PL-SP), que esbravejou contra o opositor, fazendo o presidente Davi Alcolumbre intervir contra os embates.

Notícias relacionadas