Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Mourão em defesa da Huawei

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Em mais uma fala em defesa da participação da chinesa Huawei no leilão do 5G do Brasil, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta segunda-feira, 7, que se a empresa for proibida de participar do processo, como defendem alguns membros do governo, o custo da tecnologia no País será muito mais elevado.

O vice-presidente Hamilton Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão. Foto: Romério Cunha/VPR

“Hoje, 40% da infraestrutura que nós temos de 3G e 4G é da Huawei. Se a Huawei não puder fornecer o equipamento (de 5G), vai custar muito mais caro”, afirmou o vice-presidente durante palestra comemorativa aos 126 anos da Associação Comercial de São Paulo. “Se desmantelar equipamentos (do 5G), quem vai pagar a conta somos nós, consumidores”, completou.

As reiteradas defesas de Mourão vêm na esteira de pressões internacionais – que reverberam no Palácio do Planalto – envolvendo a disputa entre o governo americano e a empresa chinesa. A Huawei é líder no desenvolvimento do 5G, mas é acusada pelos EUA de fazer espionagem e trabalhar com o governo chinês.

 

Tudo o que sabemos sobre:

5GhuaweileilãoHamilton Mourão