Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mourão fala em corte de recursos para viabilizar Renda Cidadã

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que na semana passada afirmou que o governo não tem de onde tirar a verba que vai financiar o Renda Cidadã, reforçou nesta terça-feira, 6, que é preciso buscar alternativas de financiamento para o programa de transferência de renda. Isso, é claro, sem estourar o teto de gastos. A alternativa apontada por ele é o corte de verbas de outras áreas.

O vice-presidente Hamilton Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

“Ou se corta recursos de alguma área ou se descobre uma nova forma de se obter esse recurso dentro dos limites que temos aí, ou seja, dentro da lei”, disse, segundo o Broadcast Político. O vice-presidente destacou o que o teto, regra fiscal que atrela o avanço das despesas à inflação, garante segurança ao mercado e credores internacionais.

“A discussão está sendo travada. Temos problema fiscal sério. Temos que respeitar o teto de gastos, que é a âncora fiscal que o País tem hoje e que passa segurança não só para aqueles que emprestaram dinheiro para que o Brasil pudesse continuar a funcionar, como também para o mercado com um todo”, declarou.

A previsão dada pelo relator da PEC Emergencial, senador Márcio Bittar (MDB-AC), é de que o relatório que contempla o projeto do Renda Cidadã será apresentado amanhã, 7.