Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Mourão questiona inquérito das fake news

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Na esteira da operação de busca e apreensão da Policia Federal que atingiu aliados bolsonaristas, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, usou o Twitter na noite de quarta-feira, 27, para questionar o inquérito das fake news, do STF.

O vice-presidente, general Hamilton Mourão

O vice-presidente, general Hamilton Mourão Foto: Sergio Lima/AFP

“Compete ao MP (Ministério Público) a ação penal pública, além de assegurar diligências investigatórias e instauração de inquérito policial (acusar, investigar e denunciar). E aos demais Poderes zelar pela transparência e publicidade dos atos do Poder Público. É isso que está acontecendo no Brasil?”, escreveu o vice-presidente, ao questionar a decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes.

Há no Palácio do Planalto um sentimento de que o Supremo tem “extrapolado” em muitas de suas ações e várias críticas estão sendo feitas às ações dos ministros. Apesar do silêncio do presidente Jair Bolsonaro sobre o assunto ao longo do dia de ontem, o Planalto não ficou sem reação à operação.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao ministro Edson Fachin, também do STF, a suspensão do inquérito das fake news. O inquérito sigiloso foi aberto em março do ano passado para apurar ameaças, ofensas e notícias falsas disparadas contra integrantes do Supremo e suas famílias. Na madrugada desta quinta, o ministro da Justiça e Segurança Pública entrou com pedido de habeas corpus no STF em nome do ministro da Educação, Abraham Weintraub, e de outros bolsonaristas atingidos pela operação.