Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mourão sobre protestos: ‘A vida vai seguir’

Equipe BR Político

Nesta quinta-feira, 16, o presidente em exercício, Hamilton Mourão, disse que não acredita que as manifestações contra o corte de verba na Educação, ocorridas ontem desestabilizam o governo. O general também avalia que elas não voltarão a ocorrer. “Final de julho, início de agosto irão mudar as expectativas econômicas e a vida vai seguir”, afirmou. Mourão refere-se à aprovação da reforma da Previdência, que, segundo espera o governo, deve gerar empregos e movimentar a economia do segundo semestre, caso seja aprovada até lá, segundo o Broadcast Político.

Mourão também questionou uma “exploração política” das manifestações, devido à presença de faixas e cartazes pedindo a libertação do ex-presidente Lula. “O protesto é uma forma que a sociedade tem de se expressar e de expressar o seu desencanto com coisas que estão acontecendo. Agora, você nota que houve a exploração política, porque se o protesto era contra (cortes na) educação por que tinha ‘Lula Livre’?”, questionou. Anteriormente, Mourão já havia afirmado que os protestos são normais e que fazem parte do “jogo democrático”. Já o presidente Jair Bolsonaro criticou a paralisação e afirmou que os manifestantes são “idiotas úteis” e “massa de manobra”. Hoje, de Dallas, Bolsonaro também criticou a presença de faixas pedindo “Lula livre”.