Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mourão sobre salário acima do teto para militares: ‘Sou contra isso aí’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta segunda-feira, 31, ser contra a possibilidade de militares das Forças Armadas que também têm cargo no governo acumularem remunerações acima do teto do funcionalismo – R$ 39,3 mil. Mourão, que poderia ser beneficiado pela medida por ser general da reserva, disse que discorda da iniciativa do Ministério da Defesa.

O vice-presidente Hamilton Mourão em coletiva nesta quinta

O vice-presidente Hamilton Mourão Reprodução/TV BrasilGov

“Têm dois aspectos aí. Número um, já tem jurisprudência a respeito que os proventos de aposentadoria não acumulariam com a questão de abate-teto. Agora, número dois tem a questão ética e moral, que eu acho que não é o caso”, disse Mourão a jornalistas, ao chegar no Palácio do Planalto.

“Eu claramente sou contra isso aí no momento que nós estamos vivendo. Se a gente estivesse vivendo uma situação normal, o País com recurso sobrando, tudo bem, mas não é o que está acontecendo”, declarou.

Hoje, o Estadão/Broadcast mostrou que uma nova benesse para militares da reserva tem colocado em lados opostos o Ministério da Defesa e o da Economia. A pasta comandada pelo general Fernando Azevedo conseguiu aval para que integrantes das Forças Armadas com cargo no governo acumulem remunerações acima do teto do funcionalismo, mas a equipe de Paulo Guedes tenta barrar por conta de possível impacto nas contas públicas que a mudança na regra pode causar.