Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Movimento de Centro ataca ‘bagunça tributária’ e prega reforma

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

No seu quarto vídeo, o movimento integrado pelos partidos do Centrão e que inclui o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, saiu em defesa da reforma tributária. No vídeo, batizado de “Por que pagamos tanto imposto”, é dito que “O País está preso numa teia de irracionalidade fiscal, refém de um sistema doido e arcaico”. O BRP teve acesso ao vídeo.

 

A campanha dos partidos de Centro surge no momento em que a reforma tributária se tornou a principal pauta das votações do Congresso para esse ano, mas ainda enfrenta dificuldades para encontrar um consenso.

Para dificultar ainda mais o andamento da proposta, Jair Bolsonaro abriu uma guerra contra os governadores por causa da cobrança dos Estados de ICMS sobre o preço dos combustíveis. Os governadores reclamam que o presidente escolheu o jeito errado de fazer essa discussão, apelando para um “populismo tributário”, que tenta por a culpa neles pelo valor alto da gasolina e do diesel na bomba.

No meio dessa discussão, os partidos de centro usam o novo vídeo para afirmar que o sistema brasileiro representa um “carnaval tributário”.

“Desde a Constituição de 1988, o Brasil já editou – se segura aí na cadeira – 363.779 normas tributárias. Nossa bagunça tributária é um dos motivos para o Brasil se encontrar lá no fim da fila da competitividade”, cita o vídeo, que descreve a proposta apresentada pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP), baseada nos estudos do economista Bernard Appy.