Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

MP aponta Queiroz como pagador de contas pessoais de Flávio

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

De acordo com as investigações do Ministério Público Rio de Janeiro, o ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz arcou com despesas pessoais do chefe e então deputado na Assembleia Legislativa do Rio, Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). O ex-policial militar é tido pelos promotores como uma espécie de operador financeiro do senador.

O senador Flávio Bolsonaro e o ex-assessor Fabrício Queiroz. Foto: Reprodução

Os investigadores detectaram pelo menos 116 boletos bancários referentes ao custeio do plano de saúde e das mensalidades escolares das filhas de Flávio e da esposa, Fernanda Bolsonaro, com dinheiro em espécie “não proveniente” das contas do casal. Para os promotores, as despesas no valor total de R$162 mil podem ter sido quitadas por Queiroz.

Segundo o MPRJ, Queiroz transferia parte dos recursos para o “patrimônio familiar” de Flávio através de depósitos fracionados e do pagamento de despesas pessoais do ex-deputado e de sua família.

Queiroz foi preso preventivamente na quinta-feira, 18, em uma casa em Atibaia, no interior de São Paulo. O imóvel pertence ao advogado Frederick Wassef, que defende Flávio na investigação de rachadinha na Alerj.

Tudo o que sabemos sobre:

Fabrício QueirozFlávio Bolsonarocontas