Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

MP da Eletrobrás deve caducar

Gustavo Zucchi

Enquanto o governo articula para que a Câmara dos Deputados vote nesta terça-feira, 13, a MP da Liberdade Econômica, outra medida provisória, a 879, deve mesmo caducar sem ser votada. A medida provisória destinava um aporte de R$ 3,5 bilhões para a Eletrobrás arcar com dívidas. Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ela não deve entrar na pauta antes do dia 21, quando perde a validade. A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), admitiu que esse deve mesmo ser o destino na MP, que após caducar deve ser apresentada como projeto de lei em regime de urgência.

Tudo o que sabemos sobre:

Eletrobrás