Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

MP do Cadastro Ambiental Rural vira queda de braço na Câmara

Marcelo de Moraes

Na sessão de ontem da Câmara, a bancada ruralista se mobilizou novamente para tentar aprovar a medida provisória 884, que torna o Cadastro Ambiental Rural permanente. A proposta enfrenta resistência dos ambientalistas. Com a discussão sobre queimadas na Amazônia e proteção ambiental no centro das atenções internacionais, nos bastidores, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), preferia que a MP fosse deixada de lado para evitar maiores polêmicas.
Como votações na quinta pela manhã tradicionalmente têm quórum baixo, a MP acabou entrando na pauta e acabou sendo uma espécie de “teste” para os ruralistas. Como a bancada estava mobilizada pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) para a possibilidade de votação, os ruralistas conseguiram mobilizar 260 deputados. Mesmo assim, a MP acabou não sendo votada.
Com isso, a queda de braço envolvendo o tema deve continuar, já que a MP precisa ser aprovada até o dia 11 de outubro ou caducará e perderá sua validade.

Tudo o que sabemos sobre:

FPAruralistas