Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

MP-RJ ‘rechaça falsa alegação’ da defesa de Flavio

Equipe BR Político

O Ministério Público do Rio de Janeiro rechaçou, por meio de nota, a “falsa alegação da defesa do senador Flávio Bolsonaro” de que o órgão solicitou informações ao Coaf sem que houvesse uma investigação formal em andamento.

“A defesa do hoje senador Flávio Bolsonaro – deputado federal (na verdade, estadual) à época – voltou a alegar que as informações teriam sido solicitadas pelo MPRJ ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sem que houvesse uma investigação formal em andamento, o que configuraria quebra de sigilo. Afirma ainda a defesa que tais dados teriam sido requeridos via e-mail”, diz nota do MP-RJ divulgada na noite de quarta-feira, 4, poucas horas após o STF definir regras para compartilhamento de dados sigilosos sem autorização judicial.

Apesar de autorizar a continuidade da investigação contra o filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro, a decisão do STF abre brecha para que a defesa de Flávio conteste mais uma vez o procedimento adotado pelo MP-RJ. Isso porque a comunicação entre o Coaf e o MP-RJ teria sido feita por meio de troca de e-mails – e agora será preciso definir se este é um meio formal, com garantia de sigilo e certificação, informou o Estadão.