Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

MP vai investigar parentes de ex-mulher de Bolsonaro

Equipe BR Político

Um grupo de parentes de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro e mãe de um de seus filhos, Jair Renan é um dos novos alvos de investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro. Eles podem ter relação com o suposto esquema de “rachadinha” — devolução de parte do salário de funcionários — no gabinete do então deputado estadual e agora senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), segundo o Globo. Entre 1998 e 2007, constam nas listas de funcionários do gabinete de Bolsonaro os nomes de integrantes da família Siqueira Valle. Ao longo de todo esse período, o escritório político de Bolsonaro sempre ficou em uma casa no bairro de Bento Ribeiro, na capital fluminense. Já os familiares de Ana Cristina viviam em Resende, no sul do estado.

Entre os parentes apadrinhados no gabinete estão: o pai de Ana Cristina, José Cândido Procópio Valle, uma prima, Juliana Siqueira Vargas, ambos entre os anos de 1998 e 2000. Em outubro de 2002, foram nomeadas a mãe de Ana Cristina, Henriqueta Guimarães Siqueira Valle, e a irmã, Andrea Siqueira Valle. Nenhuma das duas completou o ensino fundamental e ambas trabalharam boa parte da vida como donas de casa. Mais tarde, em 2006, foram nomeados o irmão André Luiz Procópio Siqueira Valle, que é músico, e o primo André Luiz de Siqueira Hudson, técnico em informática.