Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

MPF apresenta nova denúncia contra Wesley Batista

Equipe BR Político

O MPF denunciou mais uma vez o empresário Wesley Batista pelo crime de insider trading, o uso de informações privilegiadas para a obtenção de ganhos no mercado financeiro. Segundo a PGR, Wesley lucrou quase R$ 70 milhões com operações operações cambiais da Seara Alimentos e da Eldorado Celulose em maio de 2017, quando o dólar teve alta expressiva após a divulgação da delação premiada que ele e o irmão Joesley Batista firmaram com o MPF.

Esta não é a primeira vez que Wesley é acusado de insider trading. Os irmãos Batista já respondem pela prática do crime em outra ação penal, referente aos ganhos ilegais obtidos com a venda e a recompra de ações da JBS e com negociações de outros contratos de dólar na mesma época. “O empresário não tinha como saber quando a delação seria homologada pelo Supremo Tribunal Federal e, portanto, não poderia fazer uso dessa informação para fazer contratos de dólar”, disse o advogado de defesa de Wesley, Eugênio Pacceli.