Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

MPF: Pena de Adélio deve ser menor, se condenado

Equipe BR Político

O autor confesso da facada no presidente Jair Bolsonaro, Adelmo Bispo de Oliveira, é semi-imputável – ou seja, não tem inteira capacidade de compreender que o ato cometido era ilícito, segundo entendimento do Ministério Público Federal, informa o Estadão, em parecer enviado à Justiça Federal em Juiz de Fora (MG). Por isso, Adelmo pode ter pena reduzida em caso de condenação. O posicionamento do MPF tem como base laudos periciais constantes no processo realizado por peritos psiquiátricos.

Segundo o advogado de Adélio, Zanone Manuel de Oliveira Júnior, caso a Justiça acate o posicionamento da Procuradoria, a pena de seu cliente pode ser reduzida de 10 para 2 anos de prisão – a pena para o crime enquadrado no art. 20 da Lei de Segurança Nacional é de seis a 20 anos de reclusão. Em nota assinada pelo criminalista Sérgio Moraes Pitombo, a defesa do presidente afirmou que não iria comentar o parecer do MPF de Juiz de Fora “para não adiantar as estratégias jurídicas e processuais adotadas.”