Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mudança de nome é tendência entre partidos

Equipe BR Político

A estratégia de mudar de nome virou tendência entre os partidos políticos. O principal motivo seria a rejeição à “velha política” por parte do eleitorado. De imediato, das 10 maiores bancadas do Congresso, ao menos cinco siglas já alteraram ou estudam alterar o nome. O fenômeno, segundo especialistas, é uma tendência mundial e revela uma mudança na relação do eleitor com a política que dispensa mediadores e tem campo aberto no meio digital, segundo o Estadão.

Na última semana, o Estadão revelou que o PRB vai virar Republicanos. Depois de abolir “P” da sigla, o MDB estuda passar a se chamar apenas “Movimento”. O PSDB encomendou pesquisa para se reposicionar a partir de junho, quando ocorrerá a convenção nacional. Originário do antigo PCB, o Partido Popular Socialista (PPS) foi rebatizado recentemente como Cidadania. Entre os 74 partidos em formação inscritos no TSE, 20 optaram por nomes com cara de movimento: Iguais, Raiz, Tribuna Popular, Animais, Força Brasil, Liga, Arena, UDN, Unidade Popular, entre outros.

Notícias relacionadas

Tudo o que sabemos sobre:

mudar de nomepartidosestretégia