Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mudanças no Coaf e Receita estão contaminadas?

Equipe BR Político

Em artigo na Folha nesta quinta-feira, 15, o colunista Bruno Boghossian escreveu sobre a aliança comum formada entre os Poderes para redefinir a atuação de órgãos encarregados de fiscalizar atividades financeiras, como o Coaf e a Receita Federal. A ideia ganhou velocidade incomum depois que os órgãos se aproximaram da família do presidente Jair Bolsonaro e de outras autoridades, entre elas, ministros do STF e seus cônjuges. Oficialmente, o objetivo é limitar a influência política sobre as duas entidades e reduzir sua autonomia para evitar abusos.

No texto, o colunista reconheceu que não foram poucas as ocasiões em que, recentemente, esses órgãos ultrapassaram as fronteiras da lei. No entanto, segundo ele, o movimento de reforma proposto neste momento ganha contornos de “oportunismo”. “A atuação ilegal de alguns auditores e servidores explica a reação, mas ela já nasce contaminada pelas circunstâncias políticas. Mudando algumas letras de lugar, o redesenho institucional pode muito bem se transformar num projeto de esvaziamento das estruturas de controle”, afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:

receita federalcoafmudançascontaminadas