Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Muita gente fica esperando o que Lula vai dizer’, diz Boulos

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Pré-candidato à prefeitura de São Paulo em chapa com a ex-prefeita Luiza Erundina, Guilherme Boulos (PSOL) não acredita que é preciso retribuir em São Paulo o apoio que o PT possa dar à disputa municipal do seu partido no Rio para a eleição de outubro. “O apoio ao (Marcelo) Freixo no Rio se construiu nos últimos anos. Cada cidade tem uma realidade, e São Paulo não está dando condições para uma unidade no primeiro turno. Espero que no segundo turno a gente esteja junto, independentemente de qual candidatura de esquerda esteja lá. O PSOL vai ter candidatura própria e não aceitaria qualquer tipo de imposição”, afirmou em entrevista à Folha.

Guilherme Boulos afirmou que Psol terá candidatura própria

Guilherme Boulos afirmou que PSOL terá candidatura própria Foto: Felipe Rau/Estadão

Para compor sua estratégia de campanha, ele diz que a esquerda não pode ficar à mercê do que diz e fala o ex-presidente Lula. “Muita gente fica apenas esperando o que Lula vai dizer ou fazer, e a esquerda brasileira não pode depender disso”, declara, exibindo antes seu respeito ao petista.