Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Na Alesp, oposição pressiona por CPI da Dersa

Luiza Ferreira

O projeto de lei do governador João Doria (PSDB) que propõe extinguir a Dersa entrou em tramitação na Alesp na terça-feira, 20, como informa a Rádio CBN, mas a oposição quer aproveitar a deixa para discutir, primeiro, a instalação de uma CPI sobre as denúncias de desvios na estatal em gestões do PSDB. As bancadas do PT, PC do B e PSOL alegam que, apesar do discurso a favor da instalação da comissão, o governo não tem intenção de prosseguir com a apuração sobre irregularidades na empresa. “Eles (PSDB) vão falar que não são contra, como eles sempre falam, mas nunca deixam instalar. Essa é a diferença”, diz o líder do PT na Assembleia, deputado Teonilio Barba, ao BR Político

Em março, as bancadas de oposição ao governo tentaram instalar o colegiado, porém, assessores parlamentares aliados à bancada do PSDB conseguiram protocolar antes outras cinco CPIs que tratam de assuntos diversos. A medida foi vista como uma forma de impedir as investigações sobre a Dersa na Alesp, já que o regimento interno da Casa só permite que cinco comissões funcionem simultaneamente. Para que seja instalada uma sexta, são necessários 48 votos. Segundo Barba, a oposição coletou 34 assinaturas para a instalação. “Se o PSDB e a base aliada dele votarem, já passa de 60 (assinaturas favoráveis à CPI).  Então não tem vontade nenhuma deles de investigar nada”, afirmou o deputado. 

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.

Tudo o que sabemos sobre:

dersaAlespoposiçãoJoão DoriaCPI