Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Na quinta, STF pode ressuscitar o imposto sindical

José Fucs

Depois de libertar o petista Zé Dirceu e o ex-tesoureiro do PP João Claudio Janu nesta terça-feira, 26, o STF poderá ressuscitar o imposto sindical obrigatório, extinto com a reforma trabalhista. O julgamento da questão pelo plenário da Corte deve começar na próxima quinta-feira, 28, mas poderá ser interrompido se houver pedido de vista de um ministro.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aquaviário e Aéreo, na Pesca e nos Portos e outras entidades alegam que a medida é inconstitucional. Segundo Edson Fachin, relator da matéria no STF, o fim da contribuição compulsória dos trabalhadores aos sindicatos “repercute negativamente na esfera jurídica dos trabalhadores”  e pode “desestabilizar” todo o sistema sindical do País. / José Fucs