Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Não basta só um entendimento entre os Poderes’

Equipe BR Político

O pacto firmado entre os Três Poderes não é suficiente para garantir o crescimento do País como desejam os respectivos seus chefes. Essa é a avaliação do ex-presidente do STF, hoje consultor e advogado Nelson Jobim. Segundo ele, acordos em torno de temas legislativos não costumam dar resultado, e o governo precisa mostrar que está disposto a construir diálogo com outros setores da sociedade, como os empresários e os trabalhadores. “Não basta só um entendimento entre os Poderes. Precisa ter alguma coisa que vincule também a sociedade (no pacto), que vincule o setor produtivo, o setor laboral numa agenda mínima do crescimento. Qual é a solução que pode ter em cima de (acordo entre os) Poderes?”, questiona.

Em entrevista ao Globo, Jobim destaca que o presidente não pode escolher interlocutor, precisa negociar “com quem está aí”, se quer ver seus projetos aprovados, não pode apostar exclusivamente na “afirmação da sua individualidade”. Ele critica o excesso de protestos contra e a favor do governo, pois eles alimentam o ódio, que ele classifica como “variável nova da política brasileira”. Apesar de apontar problemas na situação do Brasil, o ex-ministro não vê sinais de crise institucional. Para ele, o País vive um “problema político”.

Tudo o que sabemos sobre:

Nelson Jobimpactotrês poderes