Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Não consigo ser líder do governo todos os dias’, diz Maia

Equipe BR Político

O day after de Rodrigo Maia, após aprovação da reforma da Previdência em segundo turno na Câmara, foi de colher elogios pelo empenho à causa e indicar como será doravante com a reforma tributária, que receberá a mesma dedicação dele, segundo disse. No entanto, adiantou que será preciso ajuda do governo para avançar com as futuras agendas, “pois não pode jogar em todas as posições”.

Na pauta econômica, Maia disse que Bolsonaro tem maioria no Parlamento, mas na agenda de valores e costumes, não. “A questão de retirar exame de drogas, a questão da cadeirinha, vai perder.” Segundo o parlamentar, o radicalismo do discurso de Bolsonaro sobre esses temas acaba assustando parte dos parlamentares que eventualmente poderiam defender as medidas. Sobre a relação com o presidente da República, Maia declarou que “melhorou muito”.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Maiareforma