Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Não existe crime político na democracia’

José Fucs

Em sua coluna na revista Veja desta semana, o jornalista José Roberto Guzzo ironiza a existência do foro privilegiado, que blinda cerca de 55 mil autoridades no País contra processos na Justiça comum. Segundo Guzzo, não existe “crime político” em nenhum regime democrático do planeta. O que existe é crime mesmo, previsto no Código Penal.

“Existem no mundo coisas permitidas e coisas proibidas. As coisas proibidas não podem ser feitas — nenhum cidadão pode cometer estupro, guiar embriagado ou assaltar um banco. Não há exceções”, afirma. “Aqui as leis são feitas para a conversa não acabar nunca. É preciso preservar os “agentes do Estado” de acusações injustas, não é mesmo? Se não for assim, o Brasil vai acabar virando uma baderna.” / J.F.