Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Não há motivo para rever nada’

Equipe BR Político

Para o ex-ministro Ayres Britto, não há motivo para que a demarcação da terra indígena Raposa Serra do Sol seja revista no governo de Jair Bolsonaro. Segundo Ayres Britto, que foi relator da ação julgada pelo STF em 2009, nem mesmo é possível rever o tema. As informações foram dadas na coluna de Bernardo Mello Franco no Globo.

“A decisão transitou em julgado. Foi uma decisão histórica. Para os índios, é direito adquirido”, afirma. Para o ex-ministro, o assunto já foi “exaustivamente” tratado pelo Supremo. “Tivemos o cuidado de conciliar os interesses dos índios com os interesses nacionais. Não há motivo para rever nada, nada, nada”, afirma o ex-ministro. “As terras indígenas pertencem à União. Qual é o perigo para a soberania nacional? Nenhum”, sentencia.