Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Não sou biruta de aeroporto’, diz Covas sobre posição a Bolsonaro

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Ao lado dos vereadores Milton Leite (DEM) e Ricardo Nunes (MDB), seu vice na chapa que disputa a reeleição à Prefeitura de São Paulo, o prefeito Bruno Covas (PSDB) afirmou nesta quarta, 18, não ser biruta de aeroporto para mudar de posição ao sabor do vento, enquanto circulam pela rede fotos dele do passado com o presidente Jair Bolsonaro. Ontem, ele recebeu o apoio do candidato bolsonarista derrotado no pleito na Capital, Celso Russomanno, e do partido do ex-oponente, Republicanos.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas Foto: Tiago Queiroz/Estadão

“Não sou biruta de aeroporto para mudar conforme a orientação de vento. Sou o mesmo Bruno fora da campanha, no primeiro turno, no segundo turno. Anulei meu voto na eleição presidencial de 2018 por não ver no Bolsonaro nenhum discurso que agregasse valores democráticos na campanha dele”, afirmou o tucano.

Reforçou ainda áreas em que diverge do chefe do Palácio do Planalto. “Ou seja mantenho meu posicionamento contrário a vários posicionamentos dele, seja na área de direitos humanos seja na área ambiental, seja na área da cultura eu continuo o mesmo Bruno de sempre, não vou mudar para ganhar eleição ou apoiador”, acrescentou.

Sobre o apoio de Russomanno, Covas o classificou de “programático”. “Apoio do Russomanno ajuda, não há maior dúvida. Dele e do Republicanos. Ele teve 10% dos votos aqui. Não há nenhum problema em agregar apoios nesse segundo turno. Até porque estamos falando de apoio programáticos para a cidade”.