Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Nas universidades, Future-se está em baixa

Equipe BR Político

Em relação ao programa Future-se, o MEC terá um grande problemas para administrar. Isso porque a maioria das universidades federais já decidiu não aderir ao programa lançado pelo governo federal. Mais do que isso, até agora, nenhuma instituição declarou publicamente que pretende participar do projeto que prevê gestão por meio de organizações sociais (OSs) no ensino superior público.

O levantamento foi feito pelo Estadão junto às 63 universidades federais do País. Entre as que já decidiram em seus conselhos internos pela não adesão estão as maiores e mais tradicionais federais, como a de São Paulo (Unifesp), do Rio de Janeiro (UFRJ), de Minas Gerais (UFMG) e de Brasília (UnB).

Reitores já dão como certo que o programa não será implementado na forma como foi apresentado pelo ministro Abraham Weintraub. Do total de federais, 27 disseram que não vão aderir ao programa, 27 ainda não decidiram, 7 se colocam em posição crítica e 2 não responderam.

Tudo o que sabemos sobre:

MECFuture-seuniversidades federais