Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Gilmar pode ser réu de várias ações, diz Jobim

Luiza Pollo

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Nelson Jobim defendeu que o Congresso deveria ser o responsável por analisar uma revisão da restrição do foro privilegiado, não o Judiciário. Para defender seu ponto, usou como exemplo Gilmar Mendes.

“Se for mantida essa criação do Supremo Tribunal Federal, porque o Supremo criou uma solução, e for estendida aos demais cargos, mantidos os chefes dos poderes, aí amanhã vamos ter ações contra os ministros do STF no primeiro grau. O Gilmar vai ser réu de várias ações”, disse, segundo o Broadcast.