Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Nem ministro vai à posse de presidente argentino?

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

Reportagem do jornal argentino El Clarín aponta que o governo brasileiro teria desistido de enviar o ministro da Cidadania, Osmar Terra, para a posse do presidente Alberto Fernández. A solenidade acontece nessa terça e já se sabia que o presidente Jair Bolsonaro não participaria por causa de suas divergências ideológicas e políticas com Fernández. Mas para não ignorar completamente a posse do dirigente do principal parceiro comercial do continente, Bolsonaro teria topado enviar um de seus ministros.

O Planalto ainda não confirmou a mudança de planos, mas, se a ausência se confirmar, aumenta ainda mais o mal-estar político entre Brasil e Argentina. Durante a campanha eleitoral no país vizinho, Bolsonaro defendeu abertamente a reeleição de Maurício Macri e afirmou que a Argentina poderia se tornar uma nova Venezuela se Fernández fosse vitorioso. Do outro lado, o argentino fez manifestações públicas de apoio ao ex-presidente Lula.

Assim que foi eleito, entretanto, Fernández vem tentando distensionar a relação com o Brasil, mas o processo de aproximação parece ter se desgastado novamente. Uma das razões seria o encontro há três  dias com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e com uma delegação de parlamentares brasileiros, em Buenos Aires. A reverência feita a Maia teria incomodado integrantes do governo Bolsonaro e piorado o clima.

Tudo o que sabemos sobre:

Alberto FernándezBrasil e Argentina