Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ninho tucano agitado

Marcelo de Moraes

O ex-governador de Goiás Marconi Perillo colocou água fria na fervura tucana negando que tenha a intenção de assumir o comando do PSDB no lugar de Geraldo Alckmin. A possibilidade gerou mal estar na campanha do ex-governador paulista, justamente num momento em que ele tenta fazer sua candidatura decolar.

“Recebi, ano passado, com muita honra, a missão de participar do debate sucessório no meu partido, ao final do qual, juntos, todos os tucanos entendemos que o presidente Alckmin era o único capaz de promover a união necessária para recolocar o Brasil na direção do crescimento. O partido tem o melhor e o maior líder à sua frente. Vamos agora trabalhar, unidos, para que Geraldo seja o presidente do Brasil”, afirmou Perillo.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Marconi PerilloPSDBGeraldo Alckmin