Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Nitazoxanida é a nova cloroquina do governo?

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Ao que tudo indica, o governo já tem a sua nova cloroquina. Com o aval do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marcos Pontes, voltou a fazer campanha pelo uso do vermífugo nitazoxanida no combate precoce ao novo coronavírus. Na segunda-feira, 19, ele foi criticado por, sem apresentar dados, afirmar em entrevista ao Voz do Brasil que o medicamento tem capacidade de reduzir em 95% a carga viral da covid-19 em pacientes no início do tratamento. Ainda no final da noite de ontem, ele usou o Twitter para afirmar que “dados e cálculos serão apresentados após a publicação” de artigo científico internacional inédito sobre o tema.

Cerimônia de Anúncio do Resultado do Estudo Clínico Covid-19 MCTI. Foto: Isac Nóbrega/PR

“Para os que hoje sentiram falta dos números e que gostam de matemática como eu, aguardem a publicação dos dados e cálculos que basearam a conclusão apresentada hoje”, escreveu. “Enquanto isso, se contraírem covid, lembrem-se da conclusão dos estudos apresentada hoje”, pediu.

Sobre o uso de gráfico genéricos retirados de um banco de imagens, o ministro tentou justificar: “Nota: obviamente, como facilmente deduzido pelos eixos e pela fala da pesquisadora responsável, o gráfico da apresentação de hoje era meramente ilustrativo”, disse.