Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

No 14º dia de greve, petroleiros queimam carta de demissão da Petrobrás

Equipe BR Político

Petroleiros fizeram na sexta, 14, um ato político contra a demissão de funcionários da Fafen (Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados), em Araucária, no Paraná, com a queima de comunicados da empresa das demissões dos empregados. Segundo o dirigente do Sindiquímica-PR, Paulo Antunes, 145 trabalhadores foram convocados para fazer a rescisão nesta primeira etapa de dispensas. De acordo com ele, o fechamento da fábrica de fertilizantes vai causar a demissão de mil trabalhadores (diretos e terceirizados) e quase e 4 mil indiretos. Enquanto o protesto da Fapen chega ao 25º dia, a greve dos petroleiros de várias unidades da estatal chega hoje no 15º. “A orientação do Sindiquímica é para que os trabalhadores não se dirijam aos locais das rescisões. Estamos com os contratos suspensos, em greve, e vamos permanecer na resistência”, acrescentou Antunes, informa a Federação Única dos Petroleiros.

Arredores da Fafen, em Araucária. Foto: Sindipetro PR e SC

Tudo o que sabemos sobre:

petroleirosFUPFafenPetrobrasgreve