Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

No 14º dia de greve, petroleiros queimam carta de demissão da Petrobrás

Equipe BR Político

Petroleiros fizeram na sexta, 14, um ato político contra a demissão de funcionários da Fafen (Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados), em Araucária, no Paraná, com a queima de comunicados da empresa das demissões dos empregados. Segundo o dirigente do Sindiquímica-PR, Paulo Antunes, 145 trabalhadores foram convocados para fazer a rescisão nesta primeira etapa de dispensas. De acordo com ele, o fechamento da fábrica de fertilizantes vai causar a demissão de mil trabalhadores (diretos e terceirizados) e quase e 4 mil indiretos. Enquanto o protesto da Fapen chega ao 25º dia, a greve dos petroleiros de várias unidades da estatal chega hoje no 15º. “A orientação do Sindiquímica é para que os trabalhadores não se dirijam aos locais das rescisões. Estamos com os contratos suspensos, em greve, e vamos permanecer na resistência”, acrescentou Antunes, informa a Federação Única dos Petroleiros.

Arredores da Fafen, em Araucária. Foto: Sindipetro PR e SC

Tudo o que sabemos sobre:

petroleirosFUPFafenPetrobrasgreve