Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

No governo, mal estar com o filho

Vera Magalhães

Causou mal estar e preocupação nos bastidores do governo a decisão do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, de recorrer ao STF para travar as investigações relativas à movimentação financeira do ex-assessor Fabrício Queiroz. O principal incômodo relatado reservadamente, segundo o Estadão, foi pelo fato de Flávio ter tomado a atitude depois de passar mais de um mês sustentando que nada tinha a ver com as movimentações financeiras de Queiroz e que não era investigado. Dois auxiliares do presidente classificaram a estratégia do senador como um tiro no pé.

Em análise que escrevi para a edição desta sexta-feira do jornal, tratei exatamente deste aspecto: a iniciativa de Flávio Bolsonaro foi contraditória com sua própria versão até aqui e instalou a crise na vizinhança do pai, com potencial para atingi-lo e fugir do controle, com a entrada, por exemplo, da Procuradoria-Geral da República no caso. / V.M.